Tudo sobre piso elevado

O Piso elevado é um grande aliado para quem precisa estruturar cabeamentos. Conheça mais sobre ele e quais as suas variações.

 

 

 

Muitas vezes entramos em um escritório ou em um CPD (Centro de Processamento de Dados) e notamos que os cabos são praticamente invisíveis. O que não notamos é que podemos estar andando sobre um piso elevado.

O piso elevado é um tipo de piso parecido como uma “plataforma”. Este tipo de solo possui alguns centímetros de contra piso da obra. A elevação é garantida por placas modulares que são encaixadas sobre pedestais.

Além de trazer a vantagem de facilitar a retirada e a troca, os pisos elevados criam um vão entre o chão e o contra piso, facilitando a passagem de cabos de rede, de energia e tubulações de água. Por este vão também pode passar o ar proveniente de ares condicionados.

A sua melhor aplicação está em CPDs e em ambientes com muito cabeamento, facilitando a manutenção, melhorando a estética do local e a organização dos cabos e tubulações do ambiente. Data centers e salas com servidores de internet podem se beneficiar muito deste tipo de estrutura.

Outra grande vantagem do piso elevado é a possibilidade de poder mudar o layout da sala de forma fácil, além de possibilitar o reaproveitamento do piso em caso de mudanças.

Tipos de piso elevado

Existem vários tipos de piso elevado no mercado. Cada um possui as suas vantagens e especificações, é preciso conhecer cada um para saber qual a melhor opção para um determinado projeto.

Piso elevado de ardósia

Este tipo de piso é feito a partir de uma placa de pedra de ardósia, sustentada por pedestais de PVC. Este modelo conta com maior durabilidade e menor preço, porém, ele peca um pouco no acabamento final. Ele pode ser usado em áreas externas por possuir forte durabilidade contra ações do tempo.

Piso elevado de concreto celular

O piso elevado de concreto celular é uma massa leve com sulcos feita em PVC. Este tipo de piso elevado não proporciona vãos grandes, raramente passando dos 15 centímetros de altura. Outra desvantagem é que ele não pode ser reaproveitado.

Porém, ele apresenta um excelente acabamento e tem certa funcionalidade para passar cabeamentos, apesar do pouco espaço.

Piso elevado de plástico especial

Piso feito com um plástico antichama e auto extinguível. Este tipo de peça oferece um bom vão entre o piso e o contra piso, garantindo bastante espaço para a fiação e tubulação. Outra vantagem dele é a fácil remoção e reaproveitamento.

Piso elevado de metal

Os pisos elevados de metal possuem a melhor facilidade de manutenção e regulagem, garantindo um vão de até 90 centímetros. Este tipo de piso é ideal para quem quer instalar o piso elevado em uma área com grande volume de cabeamento. A fácil remoção das peças facilita o reaproveitamento e possíveis manutenções.

Cuidados com o piso elevado

Alguns modelos de piso elevado possuem uma boa durabilidade, porém, é sempre bom evitar lugares com muita umidade. Este é um cuidado necessário para evitar a oxidação das peças de metal e possíveis danos ao piso.

Outro detalhe que é importante ser lembrando é que o contra piso deve ser perfeitamente nivelado para a colocação do piso elevado. Este é um passo primordial para que o projeto funcione sem falhas.

Gostou das dicas? Gostaria de realizar um orçamento? Entre em contato conosco e não deixe de assinar a nossa newsletter!

Fonte: Condu Fibra

Comments for this post are closed.